Radiadores Omega 4.1 – Visconde ou Notus?

A manutenção de um motor é tarefa que exige atenção, e com o Omega 4.1 existem diversos fatores que complicam ainda mais manter tudo em dia. Tenho orgulho de ter feito uma viagem de 9.711 km entre Belo Horizonte e Valparaíso, em 2015, sem que antes tenha sido necessário fazer a famigerada “revisão de férias”, uma simples conferência no alinhamento da direção e balanceamento das rodas e “pé na estrada”.

O sistema de arrefecimento é um tema geralmente esquecido, que só recebe atenção quando apresenta problemas graves, e geralmente os reparos não são adequados, infelizmente. Não é o meu caso, mas conheço casos de problemas que poderiam ser facilmente evitados com simples manutenção de rotina.

Recentemente a caminho de casa o Omega acendeu no painel da luz de alerta do nível do arrefecimento, levei um susto, pois o arrefecimento dele foi completamente refeito dois anos antes, todo mesmo! Passando pelos radiadores, principal e de ar-quente, mangueiras, e bomba de água. Só não foi trocado o reservatório de expansão, pois encontrar este original, atualmente, beira o impossível. Praticamente também impossível é a tampa do reservatório com sensor de nível, mas esta, consegui nova!

No dia seguinte, com o motor frio, pressurizei o arrefecimento com equipamento próprio para encontrar a razão do nível ter baixado, e a conclusão é que o radiador principal estava vazando. Quando o troquei, dois anos antes, procurei pelo radiador original, fornecido à GM pela Delphi, sem sucesso. Instalei novamente o radiador Visconde como maneira de dar um crédito ao fabricante, uma vez que a manutenção do sistema sempre foi adequada e uma vida útil de dois anos me parece inaceitável.

Nessa oportunidade passei a procurar mais uma vez pelo radiador Delphi, considerando a troca de dois radiadores Visconde em quatro anos em um sistema de arrefecimento limpo, tratado com aditivo de qualidade, estava certo que não poderia novamente usar o radiador da marca. Infelizmente, não encontrei, e por não acreditar mais na marca Visconde, resolvi, contra minha vontade, experimentar um radiador de origem chinesa, da marca Notus.

IMG-20170805-WA0004.jpg
Foto: Autor

Tenho que admitir: A primeira impressão é que o radiador Notus é melhor que o Visconde. Quando se compara aspectos físicos externos do radiador chinês temos a impressão de melhor construção, e, pasmem, até a embalagem é melhor.

IMG-20170806-WA0007.jpg
Foto: Autor – À esquerda, Notus. À direita, Visconde.

Na imagem acima, demonstro que a fixação metálica parece ser mais reforçada no radiador Notus, com suportes mais largos que o modelo nacional. Na imagem abaixo, comparando a aparência dos dois modelos, a parte central de metal do radiador Notus, por onde circula o líquido de arrefecimento para a troca de calor, é mais próxima do original, sendo ligeiramente mais estreita.

IMG-20170806-WA0005.jpg
Foto: Autor – À esquerda, Notus. À direita, Visconde.

Com relação à durabilidade da opção chinesa, só o tempo irá dizer. É bom lembrar que meu Omega 3.0 está com o radiador Notus há quase um ano, em razão de não ter sido possível encontrar o original BEHR.

Pode ser que não seja mais durável que o Visconde, o que seria uma lástima já que o nacional dura tão pouco. Mas, caso tenha durabilidade similar será minha escolha, em razão do melhor acabamento e preço, o que faria do radiador Notus uma ótima opção em custo benefício.

É triste comparar um produto nacional à um chinês e chegar à conclusão que o produto importado tenha qualidade superior. É necessário aguardar pela durabilidade do produto, mas de qualquer modo lamento pela indústria nacional.

Anúncios

2 comentários em “Radiadores Omega 4.1 – Visconde ou Notus?

  1. Boa tarde Rafael tudo bem, já tinha lido este artigo a um tempo atrás, só por curiosidade, tenho um omega cd 4.1 95/96mas a alguns dias meu omega deu problema na bomba d’água e mandei trocá-la e junto com ela os selos do bloco mas acredito que não foi trocado o selo atrás do motor, a tampa do reservatório tive que trocar , coloquei uma da click mesmo, aqui na minha cidade é muito difícil achar peças para o omega então vou fazendo conforme da, a tampa com sensor não encontro em lugar algum e na internet eles pedem um valor que é fora da realidade, mas voltando o assunto meu radiador depois de tirado e lavado saiu muita sujeira interna noitei tbm que ele tem muitos reparos de vazamento e depois de td isso ele está vazando ,gostaria de saber de vc sobre o notus que agora já faz um bom tempo que vc está usando e onde eu o encontro para comprar e qual a média de valor, por enquanto meu muito obrigado , abraço.

    1. Daniel, creio que boa parte dos radiadores que dizem ser “chineses” no Mercado Livre são importados pela Notus, tem que questionar o vendedor.

      Estou usando já há mais de um ano e sem nenhum problema até agora, creio que, se eles durarem o mesmo que um Visconde, ou seja, cerca de três anos, já vale a pena, pois são mais baratos.

      Não me arrependo nem um pouco até o momento de ter utilizado Notus no 4.1 e no 3.0.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s