Viagem Internacional de carro, dia 15: São Borja – Curitiba

Acordei já no meio da manhã em São Borja e atrasado para o café-da-manhã, natural em razão de todo o estresse enfrentado até a passagem pela fronteira da Argentina de volta ao Brasil. Antes de sair da cidade passei em um posto de combustíveis para encher o tanque do Omega, e agora já com a gasolina brasileira e seu ¼ de etanol, infelizmente.

Tomei basicamente o mesmo caminho da ida, a única modificação seria após já metade do caminho percorrido, onde o objetivo era chegar em Curitiba, e não em Florianópolis como foi na viagem de ida. Incluindo um novo abastecimento foram quilômetros percorridos com bastante calma, uma vez que estava evitando ter problemas com a polícia brasileira, em razão de estar sem CNH válida.

Já à noite, cheguei na cidade de Curitiba onde chovia fino e fazia frio, passei em uma loja do Habib´s para fazer um lanche e pela primeira vez na viagem abrir o app do banco para verificar como estava a situação da minha conta corrente, e tive um susto, muito dinheiro já havia sido gasto!

Diante da situação resolvi procurar um motel barato para passar uma última pernoite na estrada, já tinha comigo por objetivo chegar em Belo Horizonte no dia seguinte, seria puxado, afinal são mais de 1.000 km entre as capitais do Paraná e de Minas Gerais, mas foi exatamente o primeiro percurso da viagem de ida, seria possível.

Procurei até alguns hotéis antes de seguir à procurar um motel, mas todos tinham diárias acima de R$ 100,00 e isso estava acima do orçamento, depois de pesquisar um pouco encontrei um motel barato com pernoite custando módicos R$ 49,90, com café da manhã incluído – é aqui, pensei.

Lembro de ter ficado pensando muito em tudo o que passei na viagem até o sono chegar, e chegar a dormir pensando o dia seguinte como a conclusão de uma grande saga, essas bobagens com orgulho particular em concluir um sonho antigo.

A última preocupação era apenas a questão da carteira de motorista válida confiscada pela polícia argentina, mas já tinha um grande alívio estar no Brasil! Nesse dia até fui multado por um policial da Polícia Rodoviária Federal na entrada de uma praça de pedágio, mas por excesso de velocidade e com fiscalização eletrônica, não fui parado, então tudo certo.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s