Novo motor ECOTEC 1,6 litro turbo

O conceito de redução do tamanho do motores, com objetivos de reduzir emissão de poluentes e consumo de combustível é um dos temas de maior preocupação entre os fabricantes de automóveis pelo mundo. Uma outra tendência é o compartilhamento de plataformas e motores entre diversos modelos, nem sempre de uma mesma marca ou até mesmo de um grupo.

Um expoente desse conceito de um único motor, equipando diversos modelos é o motor que está sob o capô de modelos como os Peugeot 3008 e 308 THP, Citroën DS3 e também BMW 118. Trata-se do motor Prince, de 1,6 litro, resultado de uma parceria entre PSA (Peugeot/Citroën) e BMW.

O motor pode possuir pequenas diferenças de acordo com a proposta do automóvel que equipa, mas em suas características construtivas mais relevantes, o motor é um só. Dessa maneira, os custos são reduzidos, e os objetivos de redução de consumo de combustível e emissões podem ser alcançados pelos automóveis das marcas envolvidas.

No vácuo dessa solução, a General Motors encarregou a Opel de desenvolver um motor, também de 1,6 litro para equipar diversos modelos em todo o mundo. Em um primeiro momento, o motor foi adotado no novo Astra Sedan, e recentemente foi anunciado para o Buick Verano, o qual compartilha a plataforma Delta II com o Astra. O motor sobrealimentado substitui o atual 2,4 litros aspirado na linha Verano, ficando abaixo do também turboalimentado 2,0 litros que entrega 250 CV de potência.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

O motor desenvolvido pela Opel tem todas as características de um motor moderno. Cabeçote em alumínio, bloco em ferro fundido, acionamento das árvores de comando das válvulas por meio de corrente, resfriador de ar, turbina de pressurização da admissão e bomba de óleo com pressão variável, injeção direta de combustível com sistema “start-stop”, variação de fase dos comandos e geometria do coletor de admissão. Os números de desempenho são muito bons: 200 CV de potência máxima e aproximadamente 30 kgfm de torque. Em comparação ao motor 1,6 litro anterior, as emissões foram reduzidas em 13%.

Assim como a proposta do motor franco alemão comentado no início, a General Motors poderá ajustar o comportamento do motor para que este seja aproveitado em automóveis de diferentes propostas, privilegiando determinadas características, como melhorar o consumo em detrimento da potência, por exemplo. É esperada a adoção do propulsor em diversos modelos do grupo como Cruze e Malibu.

Infelizmente, ainda não há indício da adoção do motor Ecotec 1,6 litro em veículos produzidos no Brasil.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s