A zona de conforto profissional

Conheço gente que permanece em seus empregos por um simples motivo: Estabilidade. Já possuem profundo conhecimento dos processos nem sempre documentados da empresa, conhecem do negócio, já sabem como lidar com as pessoas chave da organização.

Geralmente a chamada zona de conforto se estabelece diante dessas pessoas por dois motivos:

1. Elas já estão plenamente habituadas com o trabalho e o fazem de maneira natural;

2. Os salários pagos geralmente se tornam maiores que a média de mercado pelo mesmo trabalho;

Quando isso acontece, a zona de conforto toma o controle, desencorajando as pessoas de começar novamente, encarar novos desafios. É sempre uma aposta mudar de emprego, por mais que sejam feitas análises dos pontos positivos e negativos, a mudança pode simplesmente não funcionar como se espera.

Nunca tive problema com isso. Confio na qualidade do meu trabalho e sei que se eu mudar de emprego hoje tenho capacidade de realizar um bom trabalho onde quer que seja. Se não funcionar na nova empresa, funcionará em outra. Ainda não consigo imaginar a vida de quem passa décadas trabalhando na mesma empresa, com as mesmas atividades e pessoas.

Para tentar minimizar o meu lado inquieto, procuro me envolver em projetos diversos, me envolver com pessoas diferentes dentro da empresa. É assim que me mantenho ativo e feliz no meu atual emprego há pouco mais de dois anos. Também é necessário destacar que a empresa está aberta para minhas investidas xeretas em determinados assuntos. Mas é assim que posso produzir mais e melhor.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s