Avenida das Américas e o trânsito carioca

Em férias no Rio de Janeiro por uma semana, fiquei hospedado na casa de um casal de amigos que residem na Barra da Tijuca. Esta foi a primeira vez que fui ao Rio de Janeiro realmente à passeio. Em oportunidades anteriores, fui a trabalho ou acompanhar shows, assim conhecia a cidade superficialmente. Além disso, a verdade é que até então eu sempre tive restrições à capital do Rio de Janeiro, e parte do proconceito se desfez nessa semana de férias.

Quando cheguei ao Rio, em uma noite de domingo, não enfrentei trânsito complicado. Mas logo duas diferenças se fizeram evidentes entre a capital fluminense e minha cidade natal, Belo Horizonte: A velocidade máxima determinada para avenidas e o comportamento dos motoristas.

Enquanto em Belo Horizonte a velocidade é quase sempre de 60 km/h, e, em casos bizarros como parcos 70 km/h no Anel Rodoviário, no Rio de Janeiro as velocidades em vias rápidas são sempre entre 80 e 90 km/h, 90 km/h é a velocidade máxima para a pista central da Avenida das Américas e também nos túneis de acesso à Barra da Tijuca. Os motoristas andam no limite da velocidade e ninguém faz questão de impedir quem está com pressa trafegando teimosamente na faixa da esquerda, o trânsito flui.

E ao dirigir na região em horários mais complicados, durante os dias de semana, e também utilizando ônibus em algumas oportunidades, ficou claro que os semáforos funcionam com alguma sincronia e são em quantidade adequada. A sincronia dos semáforos não é perfeita, mas é muito melhor da situação que enfrento em Belo Horizonte. Pontos de embarque e desembarque dos ônibus ficam mais distantes entre si.

O trânsito se complica um pouco em determinadas áreas e horários da Barra da Tijuca principalmente devido às obras do sistema de transporte rápido com ônibus, o BRT (sigla em inglês para Bus Rapid Transit). E de uma maneira geral, o trânsito está muito melhor que o de Belo Horizonte, em parte pelo bom senso do órgão de trânsito e pela rapidez do motorista carioca, é incrível você sinalizar com seta e o sujeito permitir que você troque de faixa, não há a disputa idiota dos motoristas de Beagá.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s