Litro da gasolina ultrapassa R$3 em Belo Horizonte

O valor do litro da gasolina ultrapassou a barreira dos R$ 3 em alguns postos de combustíveis de Belo Horizonte. A diferença de preços de um estabelecimento para outro chega a R$ 0,60. A principal explicação para a disparidade é que as distribuidoras que possuem contratos com as usinas compram mais barato o álcool anidro, que é misturado à gasolina na proporção de 25%. A vantagem é repassada aos postos que têm acordos de exclusividade com essas bandeiras, que vendem o produto a preços menores.

De acordo com o presidente do Sindicato do Comércio Varejista de Derivados do Petróleo do Estado de Minas Gerais (Minaspetro), Paulo Miranda, localização, prazo de pagamento e quantidade são outras questões que influenciam nos preços praticados na ponta do consumo.

Conforme o último levantamento da Agência Nacional de Petróleo (ANP), há 10 dias, o menor preço do litro de gasolina comum na capital mineira era R$ 2,49. O maior chegava a R$ 3,099 – uma diferença de 24,5%. Este é o valor praticado por um posto do bairro Sion, na região Centro-Sul. O gerente do estabelecimento, que preferiu não se identificar, conta que, desde janeiro, o preço da gasolina já subiu cerca de R$ 0,50.

“Hoje, compro gasolina pelo mesmo preço que vendia em janeiro”, diz. Segundo ele, a localização do estabelecimento interfere na composição do valor final. “Pago R$ 45 mil de IPTU, funciono 24 horas, não tenho como competir com postos de outras regiões”, justifica. O gerente do estabelecimento alerta que, mesmo com o aumento da oferta de anidro devido ao fim da entressafra da cana-de-açúcar, a gasolina ainda deve ficar pelo menos R$ 0,15 mais cara nas próximas semanas.

Nos revendedores que ofereciam a gasolina mais barata há alguns dias, o preço também subiu. No Posto Tex Kar, no bairro Floresta, região Leste da capital, o valor do combustível passou de R$ 2,649 para R$ 2,789, o que equivale a uma alta de 5,2%. Segundo o gerente do estabelecimento, Erick Freitas, a mudança ocorreu porque a distribuidora repassou um aumento de R$ 0,07 para as revendas vinculadas à bandeira.

Para Freitas, a escalada dos preços não se deve apenas à escassez de álcool anidro nas usinas. “O problema está na Petrobras”, diz. Ele afirma que, mesmo com o aumento da oferta de anidro no mercado, o preço da gasolina só deve voltar a baixar a partir de julho e que, mesmo assim, não cairá para menos de R$ 2,55.

O Posto Vera Cruz também elevou o valor da gasolina na última semana, apresentando como causa repasse feito pela distribuidora. O preço do combustível subiu de R$ 2,679 para R$ 2,759, o que corresponde a uma alta de 3%. De acordo com um funcionário do estabelecimento, Reginaldo Teixeira e Souza, com a elevação do preço do álcool hidratado, a procura por gasolina aumentou de forma significativa.

Esse fator, somado à falta de álcool anidro no mercado tem feito com que o preço do combustível continue a subir. Diante do risco de desabastecimento, as usinas anteciparam a fabricação de anidro. Segundo a Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), até o fim desta semana, pelo menos 58% das 335 usinas instaladas no Centro-Sul do país estarão funcionando, assegurando o abastecimento das distribuidoras.

Em nota, a Petrobras informou que o abastecimento está normal e que passou a entregar as suas cotas. No documento, o presidente da estatal, José Sergio Gabrielli, assegura que não há risco de faltar gasolina A no Brasil. “O preço não muda desde 2009. Há muita variação nos preços internacionais. Não é possível tomar nenhuma decisão neste momento em relação ao preço vendido pelas refinarias”, diz o comunicado.

Fonte: Jornal Hoje em Dia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s