Show do Iron Maiden em 2001

Meu segundo show do Iron Maiden foi no Rock In Rio, em janeiro de 2001. Era a turnê do álbum “Brave New World”, o primeiro disco de estúdio da banda depois da volta de Bruce Dickinson aos vocais e também do guitarrista Adrian Smith. Assim, uma configuração inédita na banda, com três guitarras.

O “Brave New World” foi um bom disco, nada muito brilhante a ponto de saciar toda a expectativa da época, mas sem dúvida, um álbum superior ao anterior e derradeiro para Blaze Bayley.

Me lembro que o Iron Maiden chegou a anunciar que faria, não um único show, mas sim uns três. As datas chegaram a ser anunciadas no site oficial, que tinha um layout pesadíssimo naquela época de internet discada. Mas com o surgimento do Rock In Rio, as datas foram canceladas e essa foi a única apresentação da banda no Brasil em 2001.

De início, eu pensei que não seria possível ir ao show. Estava desempregado na época e, apesar do ingresso ser barato, coisa de R$35,00, eu realmente estava duro. Então um amigo que organizava excursões para shows de bandas conseguiu pra mim, a troco de publicidade na Seventh Page, uma viagem totalmente grátis. Meus pais me deram uma grana para lanches e assim eu fui ver o Maiden no Rio de Janeiro.

A viagem em si foi muito melhor que o show anterior, o ônibus descolado pelo Pablo era de alto luxo. Com dois pisos, ar-condicionado, serviço de bordo e tudo mais. Viagem em grande estilo. A galera foi avisada ainda no Terminal JK, onde onde partiram os ônibus, que estava proibido fumar no interior do ônibus, pra mim, sensacional.

O que mais me deixou emputecido nessa viagem, é que os ônibus não podiam chegar até a Cidade do Rock, onde aconteciam os shows do Rock In Rio. Eles ficavam no estacionamento do autódromo da cidade, e para chegar até o local dos shows, e também para voltar até os ônibus, era necessário andar a pé uma grande distância e ainda pegar um coletivo. Na volta isso foi difícil demais, devido ao cansaço.

Chegamos cedo na Cidade do Rock, típico de rockeiro inexperiente. Ao invés de ir a praia e relaxar, preferi ficar amontoado no meio de milhões de pessoas. Os portões nem haviam sido abertos e ficamos torrando debaixo do sol carioca, isso somado à maresia do mar, um inferno. Hoje, quando penso nisso, não consigo entender como eu suportei ficar ali.

Estávamos eu e a galera aguardando sob o sol, quando aparece um paulista tirando onda como se fosse o maior fã de Iron Maiden do universo, vestido com uma bermuda de skatista e uma camisa do Fear of the Dark. Então chegou um outro cara e começou a querer dar porrada no cara! Foi muito engraçado. Começaram a discutir sobre o que é ser fã de verdade, e etc.

Depois disso, a galera começou a entrar na Cidade do Rock, histeria geral. Quando finalmente passamos pelas roletas, fomos correndo para pegar um lugar mais próximo da grade. Até parece que eu seria capaz de ficar ali durante horas a fio até chegar a ver do Maiden subir no palco.

Dito e feito. Quando começou o segundo show, do Pavilhão 9, não agüentei e deixei a confusão para beber e comer alguma coisa. Ali onde eu estava, os ambulantes não chegavam, lembro bem que uns caras da produção passavam pela galera jogando um fio de água salobra de uma mangueira para a galera beber. Parecia algum país pobre e seco da África: Todos abrindo a boca desesperadamente por uma gota de água.

Já tinha perdido contato com meus amigos, e então sozinho cheguei a uma lanchonete da Cidade do Rock e comi duas lasanhas e bebi dois copos de 500 ml de Coca-Cola. Isso me deu sono, e fui dormir. Me deitei no gramado ali próximo da lanchonete e dormi. Só acordei quando já era noite, e com mais da metade do show do Sepultura já passado. Havia apenas o show do Halford antes da Donzela de Ferro.

Conservei minhas energias para o show do Iron Maiden, e quando finalmente subiram ao palco, foi um prazer absoluto. Vendo a banda ao vivo, é notório que realmente o Bruce Dickinson é muito mais frontman e não poderia ter sido melhor para a banda o seu retorno. Adrian Smith também somou muito, com um estilo exatamente oposto ao Janick Gers.

O palco segue a tradição do Iron Maiden, sem muitas novidades. Abriram o show com “Wicker Man”, seguiram com “Ghost of Navigator” e “Brave New World”. O mais bacana foi o Eddie em “Iron Maiden”, com a participação das virgens.

Na hora de ir embora, me encontrei com um dos meus amigos. Ele estava guardando um pacote de waffers para comer ao final do show. Gozado demais, o biscoito se transformou em puro farelo.

Quando chegamos ao ônibus, seguindo a minha tradição de levar roupas e toalha, mais uma vez me dei bem. Meus tênis e calça estavam puro barro. Tirei e joguei fora, mudei de roupa e voltei dormindo mais uma vez, com mais um show do Maiden na lembrança.

O setlist foi o seguinte:

– The Wicker Man
– Ghost Of The Navigator
– Brave New World
– Wrathchild
– 2 Minutes to Midnight
– Blood Brothers
– Sign Of The Cross
– The Mercenary
– The Trooper
– Dream Of Mirrors
– The Clansman
– The Evil That Men Do
– Fear Of The Dark
– Iron Maiden
– The Number of the Beast
– Hallowed Be Thy Name
– Sanctuary
– Run to the Hills

O show foi transmitido ao vivo pelo Multishow, e posteriormente lançado em um DVD oficial. O DVD tem um som muito bom, em áudio 5.1. Porém não gostei da edição de imagens, muitas mudanças de câmera sem necessidade. No Multishow é melhor de assisitir.

Anúncios

Um comentário em “Show do Iron Maiden em 2001

  1. Mais um show que eu não pude ir, mas com alguma história pra contar. Lembro-me que estava na cidade da minha avó (no interior de SP) e tinha pedido meu pai pra ir no show – zap não poderia ir, se não me engano por causa da prova da UEMG – e com isso, nao poderia ter ido sozinho. Na casa da minha avó não tinha tv a cabo. Falei que a condição era voltar um dia antes do show, pra poder assistir no Multishow. Lembro bem que o show era numa sexta, e pra eu viajar na quarta-feira, chegando um dia antes do show ia dar muito trabalho – mas, foi a condição! Atendida pelo meu pai! Ainda bem – gravei esse show, mas sinceramente, não sei aonde estão meus VHS.

    []’s

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s