Diesel brasileiro

Hoje recebi um telefonema do meu amigo Marcelo, sujeito apaixonado por carros, e como acontece na maioria das vezes o assunto inicial é rapidamente resolvido e começamos a falar sobre automóvel. Não me lembro exatamente como, mas chegamos em uma interessante discussão sobre o diesel.

Ele acabou me esclarecendo que o valor do automóvel que consome este combustível é mais alto não por influência de impostos, como eu pensava, mas sim pelo próprio valor final de manufatura dos motores. A partir de então discutimos um pouco sobre o motivo de veículos de menor porte serem proibidos de utilizar o diesel no país, ao contrário de países desenvolvidos, sobretudo na Europa, onde existem modelos rodando com diesel e poluindo pouquíssimo.

Foi quando o Marcelo me contou que o nosso diesel é diferente do diesel vendido na Europa, sendo o nosso muito mais poluente e venenoso e por este motivo, a tal regra no país é até benéfica em virtude disso, pois poderiam ser muitos os os veículos poluindo o ar. Apesar de ser uma regra que trata o efeito e não a causa, como outros diversos exemplos que temos.

Então ao final da conversa pesquisei no Google sobre o nosso combustível, e acabei encontrando um artigo onde fica claro que aqui no país, o diesel é um combustível muito nocivo, pois possui enxofre na composição.

Havia no entanto uma possibilidade de o problema ser drásticamente diminuído, já que o Conama havia aprovado uma resolução reduzindo em dez vezes o limite de emissão de partículas de enxofre. Acontece que como tudo no Brasil, há um lobby que suplanta o interesse comum. Consultem o link abaixo para mais informações a respeito desse absurdo.

Um único comentário adicional vai direcionado ao nosso atual Ministro de meio ambiente, o Carlos Minc. Ele entrou no Governo dizendo que não iria deixar de lutar contra vários absurdos que acontecem nesse país, e etc. Mas pelo jeito vamos sentir saudades das atitudes firmes de sua antecessora, Marina Silva. Minc, pelo visto, vai somente fazer algum barulho e não resolver nada, como é histórico nessa pasta do meio ambiente.

E se não me engano, a nossa gasolina também possui enxofre até hoje. Um dos meus amigos trabalha na refinaria Gabriel Passos da Petrobrás, e chegou a me contar uma vez que estavam fazendo alguns estudos sobre a gasolina sem este “aditivo”, e uma consequência visual para os mais leigos, seria que esta gasolina seria transparente, assim como o álcool. Tenho que voltar a conversar com o Juliano a respeito desse assunto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s